Página Inicial







Cuba: Papa pede que jovens não deixem de sonhar
21 de Setembro de 2015

O Papa encerrou no domingo, 20 de Setembro, o segundo dia de visita a Cuba com um encontro que reuniu milhares de jovens em Havana, e pediu que eles não deixem de sonhar.

 

“A capacidade de sonhar é o que nos torna capazes de trabalhar por um mundo melhor. Quanto maior é a capacidade de sonhar mais seremos capazes de realizar”, disse o Papa.

 

Francisco também desafiou os jovens a construir a “amizade social” e “procurar o bem comum”, acima de quaisquer diferenças: “A inimizade social destrói. Uma família se destrói pela inimizade. O mundo é destruído pela inimizade e a maior inimizade é a guerra: hoje em dia vemos que o mundo está a ser destruído por causa da guerra. Sejam capazes de criar a amizade social, acrescentou.

 

A intervenção recordou as crianças que são mortas “antes de nascer” e os idosos que são descartados “porque já não produzem”.

 

“Esta cultura do descarte está a fazer-nos mal a todos, tira-nos a esperança”, lamentou.

 

O Papa desafiou por isso os jovens cubanos a ter “corações abertos, mentes abertas”, que não se fechem em “ideologias” nem rejeitem o diálogo por causa de diferenças.

 

“Há algo superior a nós, a grandeza do nosso povo, da nossa pátria. É a doce esperança da pátria à qual temos de chegar”, acrescentou.

 

Francisco falou depois dos problemas que os jovens desempregados têm de enfrentar, em particular na Europa.

 

“Um povo que não se preocupa em dar trabalho aos jovens não tem futuro”, alertou.

 

O Papa decidiu deixar de lado o discurso que tinha preparado depois de ouvir o testemunho de um jovem cubano, no início deste encontro no Centro Cultural Padre Félix Varela, junto à Catedral de Havana.

 

“O que nos une é a esperança num futuro de mudanças profundas, onde Cuba seja um lar para todos os seus filhos, pensem como pensem e estejam onde estiverem”, disse Leonardo Fernández, filho de um membro do Partido Comunista e de mãe católica.

 

Francisco encerrou o seu programa oficial em Havana, partindo esta segunda-feira para as cidades de Holguín e Santiago de Cuba, onde vai permanecer até terça-feira, antes de rumar aos Estados Unidos da América.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados