Página Inicial







Honduras: Missionário recebe prémio pela defesa dos direitos humanos
5 de Outubro de 2015

O missionário jesuíta hondurenho pe. Ismael Moreno Coto, 57 anos, é o vencedor do Prémio Rafto pelos direitos humanos.

 

Mais conhecido como "Padre Melo", o missionário foi premiado por sua defesa da liberdade de expressão, num dos países mais violentos. Honduras tem o índice de homicídio mais alto do mundo.

 

Padre Coto administra dois centros que atuam pelos direitos humanos na cidade de El Progreso: Rádio Progreso e ERIC (Equipo de Reflexión, Investigación y Comunicación). Além disso, é o fundador da edição hondurenha da publicação regional "Envio" e da revista "A Mecate Corto".

 

Segundo o júri, "através do rádio, da divulgação nas revistas e do seu trabalho como sacerdote, padre Melo se tornou uma importante voz pública pela democracia, pela liberdade de expressão e pelos direitos humanos".

 

A Fundação Rafto entrega todos os anos, desde 1987, um prémio aos defensores dos direitos humanos e da democracia, entre os quais os quatro vencedores do Nobel para a Paz: a birmanesa Aung San Suu Kyi, o timorense Josá Ramos-Horta, a coreana Kim Dae-jung e a iraniana Shirin Ebadi.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados