Página Inicial







África: Pobreza e migração são desafios para as famílias africanas
21 de Julho de 2016

«Família em África ontem, hoje e amanhã a luz do evangelho» é o tema central que norteia a plenária que junta mais de 150 delegados entre cardeais, arcebispos, bispos, secretários gerais das conferências episcopais regionais e nacionais em África, oradores e representantes de agências parceiras e de outras conferências episcopais de outros continentes.

 

“Dois importantes factos assinalam este evento, a vivência do ano santo da misericórdia e a celebração do ano da reconciliação a nível do continente africano” disse o presidente do SECAM, Dom Gabriel Mbilingue.

 

E em nome do estado angolano fez-se representar o vice-presidente da república Manuel Domingos Vicente que enalteceu a escolha de Angola para a realização do evento e disse que o tema família está no centro das preocupações do executivo angolano.

 

Os novos desafios pastorais enfrentados pela família africana hoje e as novas formas de evangelizar as mesmas foi um dos temas que esteve em abordagem.

 

O Cardeal Arlindo Gomes Furtado de Cabo Verde partilhou a experiência do seu País: “Cabo Verde é um Pais católico com a valorização de casamento cristão num acordo entre a Santa Sé e o estado cabo-verdiano”, disse.

 

Sobre os casos de casamentos forçados, no seu entender, “o facto constitui um atentando á dignidade humana, sobre a cobertura de valores culturais africanos”.

 

Dom Arlindo falou também da “pobreza e de suas consequências, a paternidade irresponsável e o fenômeno das crianças de rua, a migração forçada e ausência de Deus na vida das famílias”.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados