Página Inicial







Sudão do Sul: Cinco anos de independência
8 de Julho de 2016

O Sudão do Sul completará no sábado, 9 de julho, cinco anos de independência. No entanto, as festas e os desfiles foram cancelados devido a atual crise política e económica que se vive no país.

 

O relato de Daud Gideon, autor do website Remembering ones we lost (Recordar os que perdemos) e colaborador de programas da Pax Christi, indica que os primeiros cinco anos de independência foram marcados pela violência, instabilidade e lutas internas.

 

“Tanto o governo do presidente Salva Kiir como os rebeldes de Riek Machar dizem que foram eles que libertaram o país. Eles estão errados. Contam apenas parte da história sobre a luta pela libertação. Nenhum grupo, facção ou tribo pode reivindicar ter libertado o Sudão do Sul por conta própria. Nós todos fizemos isso”, refere Gideon.

 

Para Gideon, “esta narrativa unilateral de quem libertou o Sudão do Sul é a principal causa do atual conflito entre Kiir e Machar, que eclodiu em 2013. A narrativa de libertação do Sudão do Sul deve ser inclusiva”.

 

Em seu relato sobre o aniversário de cinco anos de independência, Daud Gideon afirma que “depois de sofrer por décadas com uma guerra sangrenta, a libertação não foi alcançada no cano de uma arma, mas nas urnas, através de um referendo nacional”.

 

“Foi o povo que votou pela independência deste país. Todos os sudaneses do sul, homens e mulheres, velhos e jovens, capazes e deficientes, esperaram em longas filas em janeiro de 2011 para determinar o futuro do seu país. Aqueles que residem dentro Sudão do Sul, nos países vizinhos e os da diáspora, todos se reuniram para dizer «basta; vamos ter nosso próprio país»”, afirma.

 

“Vamos nos reunir mais uma vez, a fim de construir um Sudão do Sul que vive em paz e harmonia como uma nação. Vamos mudar a narrativa de libertação para incluir todos aqueles que lutaram. Vamos contar a verdadeira história da libertação do Sudão do Sul”, conclui.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados