Página Inicial







África: Bispos da AMECEA condenam a violência no Sudão do Sul
19 de Julho de 2016

Os bispas da AMECEA, organismo que reúne as Conferências Episcopais da África oriental, divulgaram uma mensagem de solidariedade para com o povo do Sudão do Sul e condenam a violência praticada no país.

 

“Em espírito de solidariedade, nós, Bispos da região da AMECEA, condenamos todo ato de violência, sem exceções. Combater por qualquer motivo é um ato injustificável de maldade”, lê-se na mensagem assinada pelo Presidente do organismo, Card. Berhaneyesus D. Souraphiel, Arcebispo de Addis Abeba.

 

Os Bispos se dizem “entristecidos com as trágicas consequências da violência que se desencadeou em Juba a partir da noite de 7 de julho, que causou mais de 100 mortos e deixou milhares de pessoas desabrigadas”.

 

A citar a Constituição “Gaudium et Spes” sobre a compartilha das alegrias e das dores por parte de todos os seguidores de Cristo, o texto afirma: “Os nossos irmãos e as nossas irmãs na República do Sudão do Sul necessitam de nosso apoio para continuar a viver uma vida digna”.

 

Portanto, evocando a dignidade da pessoa humana proclamada pela Sagrada Escritura, concluem: “Somos encorajados por todas as vozes que convidaram à calma e ao fim dos combates. Acrescentamos as nossas vozes às suas e pedimos a todos os militares e civis que se abstenham de todas as ações que podem inflamar e degenerar a situação... o diálogo pacífico é a única via praticável para acabar com o conflito”.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados