Página Inicial







Sudão: Padre raptado no Darfur
18 de Abril de 2016

Um padre ortodoxo foi raptado por desconhecidos e encontra-se desaparecido no Darfur, Sudão, desde quinta-feira, 14 de abril.

 

O P. Feliz da Costa Martins, missionário comboniano a trabalhar em Nyala, no Sul do Darfur, enviou uma mensagem aos amigos denunciando que o seu amigo e vizinho Padre Gabriel Anthony «foi raptado por homens armados. O seu paradeiro é desconhecido.»

 

O P. Gabriel é egípcio e pertence à Igreja Copta, da comunhão ortodoxa, reconhecida pelo Governo sudanês.

 

É pároco da Igreja copta-ortodoxa de Santa Maria em Nyala.

 

Ismail Yahya Abdallah, comissário do Condado de Nyala-Norte, disse ao jornal digital Sudan Tribune que o P. Gabriel foi raptado por três desconhecidos armados em pleno dia em frente ao aviário que a paróquia tem perto do campo de deslocados de Atash.

 

Negou que o incidente tivesse ligação religiosa ou terrorista.

 

«É foi um ato criminoso de um grupo armado para obter resgate», disse.

 

Abdallah explicou que os serviços de segurança estão empenhados em localizar os raptores e libertar o sacerdote.

 

O P. Feliz sublinha que «estas notícias de sequestros são coisa normal aqui no Darfur, mas quando nos toca de perto, o nosso sofrimento é muito maior.»

 

«Quando o cativeiro é prolongado por vários meses, as marcas ficam gravadas para toda a vida», comenta.

 

O P. Feliz conclui a mensagem: «Esperemos, pelo menos, que o devolvam com vida. Convido-vos a rezar para que não desfaleça física, moral ou espiritualmente.»

 

O Darfur, a Casa dos Fur, no oeste sudanês, é palco de um genocídio contra as populações não árabes por parte do regime de Cartum desde 2003.

 

José Vieira (MCCJ) – Jirenna



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados