Página Inicial







Nigéria: Raparigas libertadas é sinal de colapso do Boko Haram
24 de Maio de 2016

Para o Cardeal John Onaiyekan, Arcebispo de Abuja, que comentou a recente libertação de duas raparigas sequestradas pelo Boko Haram, esta libertação é um sinal importante e indica que a organização terrorista está a entrar em colapso.

 

"Sabemos que várias centenas de mulheres e crianças raptadas por Boko Haram foram libertadas nos últimos meses graças às operações levadas a cabo pelo exército", sublinha o Cardeal. "Mas as meninas de Chibok têm um valor especial, por causa da mobilização midiática internacional em seu favor, e por isso parece que o Boko Haram as esconde com mais cuidado do que os outros sequestrados. Portanto, se começamos a encontrar as meninas de Chibok é um sinal de que, finalmente, a organização do Boko Haram está entrando em colapso", afirma o Cardeal.

 

Na noite de 14 de abril de 2014, terroristas do Boko Haram atacaram uma escola em Chibok e raptaram 219 raparigas.

 

"A pergunta que nos devemos fazer é: porque até agora, dois anos depois, não encontramos essas raparigas?" questiona o Cardeal John Onaiyekan.

 

Apesar do empenho das forças militares em busca do Boko Haram, as condições gerais de segurança na Nigéria continuam a ser preocupantes.

 

O mesmo Cardeal Onaiyekan recentemente foi envolvido numa emboscada rodoviária atribuída a pastores Fulani. "Não posso dizer se eram pastores Fulani os que dispararam contra minha viatura, porque dispararam da floresta para a estrada e não vi ninguém", disse o Cardeal.

 

"Tratou-se certamente de uma emboscada rodoviária uma das muitas que, infelizmente, acontecem na Nigéria e não de um atentado dirigido à minha pessoa. A violência dos pastores Fulani são um problema que deve ser resolvido, procurando o interesse de todos, mas é a situação de insegurança geral que se vive no país que é muito preocupante", concluiu o Cardeal.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados