Página Inicial







Vaticano: Encíclica sobre o cuidado da casa comum completa um ano
17 de Junho de 2016

Há um ano, em 18 de junho, pela primeira vez em sua história, a Igreja Católica publicava uma carta pastoral dedicada exclusivamente ao cuidado da mãe terra.

 

Neste primeiro aniversário da encíclica Laudato Si – Sobre o cuidado da casa comum, a Rede Eclesial Pan-amazônica (REPAM) convida a pormos em prática cada uma das propostas e recomendações do Papa Francisco. Desde as mais pequenas coisas que cada pessoa pode implementar, como poupar a água em casa e na comunidade, até a atuação de políticas públicas por parte dos governos para impedir o desflorestamento ou a contaminação do meio ambiente; passando pela urgente necessidade de mudar nossos modos de vida, de consumo e de produção.

 

A REPAM, em sintonia com o Papa Francisco, convoca também a aprendermos dos povos indígenas; eles ensinam que é possível outro tipo de vida e outro tipo de relação com a mãe terra: “Não são apenas uma minoria entre outras, mas devem tornar-se os principais interlocutores, especialmente quando se avança com grandes projetos que afetam os seus espaços. Para eles, a terra não é um bem econômico, mas dom gratuito de Deus e dos antepassados que nela descansam, um espaço sagrado com o qual precisam interagir para manter a sua identidade e os seus valores. Eles, quando permanecem nos seus territórios, são quem melhor os cuida. Em várias partes do mundo, porém, são objeto de pressões para que abandonem suas terras e as deixem livres para projetos extrativos e agropecuários que não prestam atenção na degradação da natureza e da cultura”. (LS #146)



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados