Página Inicial







Brasil: Um índio morreu em confronto com fazendeiros
16 de Junho de 2016

Um índio morreu e seis ficaram feridos num confronto com fazendeiros em Mato Grosso do Sul. O kaiowá Clodiodi Aquileu Rodrigues de Souza, 23 anos, era agente de saúde indígena e foi assassinado com dois tiros.

 

O ataque foi uma resposta à retomada realizada pelos indígenas de Tey'i Kue na Fazenda Yvu, vizinha à reserva. Segundo a liderança indígena, no último domingo, 12 de junho, um grupo de 100 famílias reocupou o território chamado de tekoha Toropaso, onde incide a Fazenda Yvu.

 

Em maio, os indígenas estiveram em Brasília, pressionando pela publicação do relatório da terra indígena Dourados-Amambai Peguá. Sob pressão, a Fundação Nacional do Índio (Funai) assinou o relatório. Dessa forma, a demarcação da terra indígena teria prosseguimento e o massacre, para as lideranças indígenas, é uma forma criminosa e covarde de intimidar as autoridades públicas e expulsar os Guarani e Kaiowá de uma terra que lhes pertence.

 

A Funai lamentou a morte do índio e declarou que os guarani-kaiowá lutam há décadas pela regularização fundiária da região. O Conselho Indigenista Missionário afirmou que repudia o que chamou de ação “paramilitar” realizada por fazendeiros contra os índios.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados